Resenha - A culpa é das estrelas

Olá pessoal gente boa, gente fina, como vão?

Vamos para uma resenha que eu acho, que grande parte de vocês estão cansados de ler, porém, seria bem bacana expressar minha opinião...

AUTOR:
Foto -John Michael GreenJohn Green cresceu em Orlando, Flórida, a uma pequena distância da Disney World. Se mudou para Ohio para cursar a universidade, onde estudou Inglês e Religião. Por vários meses após se graduar, John trabalhou como capelão em um hospital infantil. Enquanto estava lá, teve a inspiração para escrever seu primeiro romance, Quem é você, Alasca?, que se tornou um bestseller nos Estados Unidos e ganhou muitos prêmios literários, como o Michael L. Printz Award nos EUA e o Silver Inky Award na Austrália. O segundo romance de John, An Abundance of Katherines, foi publicado em 2006 e se tornou finalista do Los Angeles Times Book Prize e também nomeado livro de honra do Michael L. Printz. Paper Towns, publicado nos EUA em 2008, estreou em quinto lugar na lista dos mais vendidos do The New York Times e ganhou o Edgar Allan Poe Award pelo melhor romance de mistério. Em 2009, Paper Towns foi eleito em primeiro lugar por mais de 11 mil leitores no Top 10 dos Adolescentes da American Library Association.

OBRA:
A Culpa é das Estrelas
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.
SKOOB 
  • Título: A culpa é das estrelas
  • Autor(a): John Green
  •  Editora: Intrínseca
  •  Número de Páginas: 283
RESENHA:
Tenho que dizer que foi a curiosidade que me fez ler o livro, o problema é que eu fui com tudo e me arrependi, o livro é bom, mas querido John Green, faltou pouco para as páginas sangrarem hein.

Eu realmente me perguntei: - Poxa, será que sou a única? Mas lendo outras resenhas percebi que não, enfim, nem tudo agrada a todos, mas espero que compreendam, não foi que não gostei, mas foi o fim, o bendito fim do livro rs.

A história conta de Hazel Grace, uma jovem que tem 16 aninhos e está em fase terminal do câncer, a mãe de Hazel consegue convencê-la de ir ao grupo de apoio e lá ela conhece pessoas bacanas.

Ficar escutando a história das pessoas de como se salvou, como está e etc, nem é tanto, porque Hazel sabe que não tem mais cura e sabe que vai morrer, a única motivação é saber que pode viver mais um pouco, a cada dia, viver mais...

Hazel conhece Augustus Waters, um menino de 17 anos e que também esta na luta contra o câncer, mas ele tem grande por cento de cura.

Os dois se apaixonam, é claro, um casal que esta na luta contra a mesma doença e principalmente, gostam do mesmo livro. 
Hazel quer muito conhecer o escritor deste livro para assim saber o fim, acaba que Gus resolve usar seu desejo para os dois irem no local e conhecer o autor pessoalmente, mas o homem tem atitudes bastante incomum...

"Alguns infinitos são maiores que outros"

Bem, acho que expressarei mais minha opinião, falando mais de pontos negativos e positivos, afinal, acho que todos já leram a resenha deste livro rs.

Infelizmente eu fui com tudo no livro, não façam isto, estou avisando... Mas é claro que a opinião de cada um muda, eu não achei que ele fosse um grande escritor como dizem, que este é um dos melhores livros e etc.

Desde o início dava para saber o fim, a história também ficou baseada muito em saber o final do livro preferido deles e encontrar com o autor, Hazel tinha grandes problemas com respiração, da tudo certo e..

NÃO LEIA ESTA PARTE: SPOILER.
Sinceramente? Ele tinha tão pouco por cento de chance de não dar certo e logo ele foi primeiro? Certo, o autor talvez queria mostrar que nem tudo são flores, mas ela estava mais para ir do que ele.
E o fim? Da vontade de fazer igual a Hazel e o Gus, ir ao encontro de John e perguntar do fim, como acabou? Fiquei triste com o fim.
Não, eu não esperava que fosse acabar com os dois felizes para sempre, mas queria saber mais da Hazel depois de ler aquela carta...
FIM DO SPOILER.


Enfim, estou chateada porque simplesmente me iludi com o livro, mas quem sabe Cidades de papel, Quem é você Alasca? Dentre outros livros dele seja melhor, vou ver se dou mais uma chance para ele...

O que gostei é do autor mostrar a realidade, o real das coisas que nem tudo da certo, que nem tudo é o mar de rosas e que mesmo estando ao fim da vida, viva cada dia intensamente.
O fato dos personagens levarem a vida na ironia, serem engraçados, realmente me motivou a ler até o fim.

Lerei novamente, quem sabe algo mais sentimental deixei passar, não sei... Talvez o fato de falar da doença, ter assistido bastante filmes assim me deixaram acostumada, apesar de que, confesso, chorei em uma parte que não posso dizer rs, mas para quem leu saberá qual.

Classificação:

Onde comprar?

Beijos pessoal e por favor, não me julguem rs.
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Muito bom sua resenha! Por incrível que pareça meu livro favorito é "Cidade de Papel", mas "A Culpa é das Estrelas" também é ótimo! Parabéns pela resenha Sucesso !Ja estou seguindo espero que possa retribuir se gostar.
    quandoeradoze.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    Eu não gostei tanto assim do livro. Apenas achei uma boa história, mas de longe ficou entre meus favoritos (aliás, nem passou perto). Mas cada um com suas impressões e opiniões, lógico. A maioria que leu simplesmente amou, hehehe!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oiii,

    Você acredita que eu ainda não li??
    Tenho ele porque ganhei de uma amiga e deixei ele lá. Quem sabe um dia!
    Gostei da sua resenha que pareceu mais realista que as demais
    Beijinhos,
    Blog EC&M | entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Amiga, serei sincera, concordo com você. O livro é bonito, mas e aí? Realmente eu esperava muito mais, por tantas pessoas dizerem que é perfeito, mas enfim, não é isso tudo! E o final! O que foi aquilo?! Deprimente! Esperava chorar, mas não chorei. Rsrs! Enfim, é fofo, mas não é perfeito.
    Nunca li outros livros do John. Espero que sejam bons.
    http://mygirlyandbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    Ah eu amei o livro já li faz bastante tempo e achei que aprendi muitas coisas com esse livro por isso gostei tanto, e o final achei maravilhoso apesar de triste e a mensagem que ele quis passar foi exatamente essa de aproveitar a vida ao máximo e dar valor aos pequenos momentos em que vivemos.

    Uma pena que você não gostou tanto, eu nunca li nenhum outro livro do autor pois acho que não vou gostar mas quem sabe um dia eu leia algum.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Tamires!
    É uma pena que você não tenha gostado de ACEDE.
    Particularmente, foi uma leitura que mexeu muito comigo mesmo não se tornando favorito. Mas achei a leitura válida.
    Eu adoro romances e dificilmente algum não agrada-me.
    Mas gostei de saber sua opinião e a compreendo.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  7. Me apaixonei pela escrita do autor,
    a estória me emocionou, mas não me fez chorar baldes como imaginei que faria..
    É um bom livro, realista em alguns momentos e muito bem escrito na minha opinião.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu amei a tua resenha, tu definiu a minha vida! fhjasgsbgjsr
    Cidades de papel é perfeito e merecia muito mais prestigio do que A culpa é das estrelas, mas John é fã de finais indecisos, portanto acho que você não vai gostar de CDP gfhangjangja
    Tava com saudades do seu blog, flor <3
    Beijos.
    http://linhasemaislinhas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Realmente, você não é a unica que não curtiu muito o livro e sentiu que faltou alguma coisa. Vi bastante gente falando a mesma coisa, mas comigo isso não aconteceu. Não sei se foi porque li o livro em 2012, bem antes de estourar e "virar modinha", mas ameei e chorei bastante. É um dos meus favoritos ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!!! A culpa é das Estrelas é simplesmente perfeitooo *-*
    Minha amiga me deu o livro de presente, em pouquissimos dias eu já tinha terminado e já tava lendo de novo. Chorei baldes, quando lançou o filme foi pior ainda, eu e minha mãe inundando o cinema rsrs. Eu amoooo demais, é um dos meus favoritos. E achei legal da parte de John Green o livro ser inspirado na guerreira da Esther Earl que lutou com todas as suas forças mas que infelizmente no final, o câncer acabou levando-a. Bom, eu recomendo A culpa é Das Estrelas para quem ainda não leu ou ainda está em duvidas se vale a pena ler. Pois eu digo que vale simmm. Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, seu comentário me deixa muito feliz e pode ter certeza, vou retribuir com muito carinho!